VARIAÇÕES

VARIAÇÕES

domingo, 27 de dezembro de 2009

FOLIA DE PRÍNCIPE

se da minha boca vai ai ai
que da sua boca venha
uma declaração de amor
um beijo apaixonado
seja essa a nossa vênia
o noso boi de reisado

um reizim bem coroado
bate em sua moradia
vem louvando e vem louvado
vem cantando essa folia

eu e meus companheiros
queremos cumplicidade
pra brincar de liberdade
no terreiro da alegria

Composição de Chico César

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

CHICO MENDES

"No começo pensei que estivesse lutando para salvar seringueiras, depois que estava lutando para salvar a floresta amazônica. Agora, percebi que estava lutando pela humanidade."
Chico Mendes / Xapuri 15 de dezembro de 1944 - Xapuri 22 de dezembro de 1988.


"Corre nas veias remar e seguir a viagem,
viver só carece coragem;
esperança que a paz
reine na floresta.
Não venha o fogo queimar,
nem trator correr arrastar,
pra que a vida queira pulsar e correr"

Trecho da música Sertão das Águas / Milton Nascimento

domingo, 20 de dezembro de 2009

FLORES DO MAL

Não me atire no mar de solidão
Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos
Não me retalhe em escândalos
Nem tão pouco cobre perdão
Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão
Que acabou feito um sonho
Foi o meu inferno, foi o meu descanso
A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva
Faz do amor uma história triste
O bem que você me fez nunca foi real
Da semente mais rica, nasceram flores do mal
Huummm...


Composição: Frejat / Guto Goffi

sábado, 12 de dezembro de 2009

SE - PAULO LEMINSKI

SE

NEM

FOR

TERRA

SE

TRANS

FOR

MAR

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

PLANETA ÁGUA


"ÁGUA QUE NASCE NA FONTE
SERENA DO MUNDO
E QUE ABRE UM PROFUNDO GROTÃO
ÁGUA QUE FAZ INOCENTE
RIACHO E DESÁGUA
NA CORRENTE DO RIBEIRÃO..."
Composição: Guilherme Arantes

sábado, 5 de dezembro de 2009

CORAÇÃO LEVIANO

Trama em segredo teus planos
Parte sem dizer adeus
Nem lembra dos meus desenganos
Fere quem tudo perdeu

Ah coração leviano não sabe o que fez do meu
Ah coração leviano não sabe o que fez do meu
Este pobre navegante meu coração amante

Enfrentou a tempestade
No mar da paixão e da loucura
Fruto da minha aventura
Em busca da felicidade

Ah coração teu engano foi esperar por um bem
De um coração leviano que nunca será de ninguém (mas trama)

Composição: Paulinho da Viola

domingo, 29 de novembro de 2009

domingo, 22 de novembro de 2009

"É PRECISO AMAR"


"É preciso amar as pessoas
como se não houvesse amanhã
Porque se você parar para
pensar, na verdade não há.
Sou uma gota d´água
Sou um grão de areia
você me diz que seus pais
não entendem
Mas você não entende
seus pais"
Pais e filhos / R. Russo, D. Villa-Lobos e M. Bonfá

domingo, 15 de novembro de 2009

terça-feira, 10 de novembro de 2009

SÉCULO XXI

Há muitos anos você anda em círculos
Já não sabe de onde foi que partiu
Tantos desejos soprados pelo vento
Se espatifaram quando o vento sumiu

Você vendeu sua alma ao acaso
Que por descaso tava ali de bobeira
E em troca recebeu seus pedaços
Cacos de uma vida inteira

Se você, correu, correu, correu tanto
E não chegou a lugar nenhum
Baby, oh baby
Bem vinda ao Século XXI

Você cruzou todas as fronteiras
Não sabe mais de que lado ficou
E ainda tenta, e ainda procura
Por um tempo que faz tempo passou

Agora é noite na sua existência
Cuja essência perdeu o lugar
Talvez esteja aí pelos cantos
Mas está escuro pra poder encontrar

Se você correu, correu, correu tanto
E não chegou a lugar nenhum
Baby, baby, baby, baby, baby
Bem vinda ao Século XXI

Composição: Marcelo Nova e Raul Seixas

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

GITA

Às vezes você me pergunta, porque é que sou tão calado
Não falo de amor quase nada, nem fico sorrindo ao teu lado
Você pensa em mim toda hora, me come, me cospe, me deixa
Talvez você não entenda, mas hoje eu vou lhe mostrar...

Eu sou a luz das estrelas, eu sou a cor do luar
Eu sou as coisas da vida, eu sou o medo de amar
Eu sou o medo do fraco, a força da imaginação
O blefe do jogador, eu sou, eu fui, eu vou...

Eu sou o seu sacrifício, a placa de contramão
O sangue no olhar do vampiro e as juras de maldição
Eu sou a vela que acende, eu sou a luz que se apaga
Eu sou a beira do abismo, eu sou o tudo e o nada...

Porque você me pergunta, perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra, do fogo, da água e do ar
Você me tem toda hora, mas não sabe se é bom ou ruim
Mas saiba que eu estou em você, mas você não está em mim...

Das telhas eu sou o telhado, a pesca do pescador
A letra A tem meu nome, dos sonhos eu sou o amor
Eu sou a dona-de-casa, nos Peg-Pags do mundo
Eu sou a mão do carrasco, sou raso, largo, profundo

Eu sou a mosca da sopa e o dente do tubarão
Eu sou os olhos do cego e a cegueira da visão
Eu sou o amargo da língua, a mãe o pai e o avô
O filho que ainda não veio, o início, o fim e o meio

Composição de Raul Seixas e Paulo Coelho

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

"TUDO PASSA"



Cassia Eller - Por Enquanto
Composição de Renato Russo

http://www.youtube.com/watch?v=XVVmAG0RXmo

domingo, 25 de outubro de 2009

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

HEITOR VILLA-LOBOS



Música: Trenzinho Caipira / Villa-Lobos
http://www.youtube.com/watch?v=IZnQj9yWTlo
Todo material da Internet.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

"VIVER É MELHOR QUE SONHAR"

...Eu sei que o amor
É uma coisa boa
Mas também sei
Que qualquer canto
É menor do que a vida
De qualquer pessoa...

Belchior / Como nossos pais

sábado, 10 de outubro de 2009

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

SIMPLESMENTE CARTOLA


O grande mestre Cartola, nasceu em 11 de outubro de 1908, se estivesse vivo completaria 101 anos no próximo domingo.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

ONDJAKI



Vídeo dedicado aos amigos do blog: http://blogdangola.blogspot.com/

terça-feira, 6 de outubro de 2009

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

RIO 2016 / O RIO CONTINUA LINDO!






"O RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO"
Música de Gilberto Gil / Aquele abraço

terça-feira, 29 de setembro de 2009

CASINHA DE PALHA


EU MORO NUMA CASINHA DE PALHA
QUE FICA DETRÁS DA MURALHA
DAQUELA SERRA ACOLÁ
DE LONGE ELA NOS PARECE ARRUINADA
MAS DE PERTO ELA É JUNCADA
DE BAUNILHA E MANACÁ
Godofredo Guedes

domingo, 27 de setembro de 2009

O DIVÃ...


Obigada pelo selo, Daniel.
Ofereço para as meninas dos blogs:
Obrigada.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

CARTOLA

"CARTOLA NÃO EXISTIU, FOI UM SONHO QUE A GENTE TEVE".

Nelson Sargento

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

"E MEU CORAÇÃO SE DEIXOU LEVAR..."



Paulinho da Viola é um grande músico brasileiro.

sábado, 19 de setembro de 2009

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

SEDUZIR / Djavan


Cantar
É mover o dom
Do fundo de uma paixão
Seduzir
As pedras, catedrais, coração
Amar
É perder o tom
Nas comas da ilusão
Revelar todo sentido
Vou andar, vou voar
Pra ver o mundo
Nem que eu bebesse o mar
Encheria o que eu tenho de fundo

terça-feira, 8 de setembro de 2009

sábado, 5 de setembro de 2009

ETNIA - Chico Science e Lúcio Maia

Somos todos juntos uma miscigenação
E não podemos fugir da nossa etnia
Indios, brancos, negros e mestiços
Nada de errado em seus princípios
O seu e o meu são iguais
Corre nas veias sem parar
Costumes, é folclore é tradição
Capoeira que rasga o chão
Samba que sai da favela acabada
É hip hop na minha embolada

É povo na arte
É arte no povo
E não o povo na arte
De quem faz arte com o povo

Por de trás de algo que se esconde
Há sempre uma grande mina de conhecimentos
E sentimentos

Não há mistérios em descobrir
O que você tem e o que gosta
Não há mistérios em descobrir
O que você é e o que você faz

Maracatu psicodélico
Capoeira da Pesada
Bumba meu rádio
Berimbau elétrico
Frevo, Samba e Cores
Nada de errado em nossa etnia

Nação Zumbi / Etnia

http://www.youtube.com/watch?v=r49G6PXBhQY

lita duarte

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

sábado, 29 de agosto de 2009

terça-feira, 25 de agosto de 2009

O SOL NÃO ADIVINHA...

"O pôr- do -sol vai renovar brilhar de novo o seu sorriso"

Luis Melodia / Magrelinha

sábado, 22 de agosto de 2009

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

GRUPO NEGRO MENDES

Gravação do Clipe do Grupo Negro Mendes!

Quer participar?

Venha e faça a festa!!

Galeria Café Andréa Römer - Shopping Barra Woorld, loja 155 b / 156 b, setor árabe - Recreio
(atrás do mercado Mundial da Av. Das Américas) Recreio - (021) 2487-81-37 - A partir das 18 horas.

Negro Mendes - http://www.gruponegromendes.com/

Tetra Filmes - http://www.tetrafilmes.com.br/

Doolãndia Produções - Daniela Duarte Prod. Comercial/Jornalista (021)9120- 09- 65
http://doolandia.wordpress.com/

lita duarte

terça-feira, 18 de agosto de 2009

BONITO SELO


Ofrecido pelo Daniel, meu amigo. :)
Tenho que dizer cinco carcteriscas pessoais... positivas, hehehehehehe!
Falar da gente mesmo é difícil! Vai lá.
Sou teimosa, otimista, alegre, persistente e não conformista... ufa! consegui. :)
Valeu!!!





quinta-feira, 13 de agosto de 2009

DESAFIO PROPOSTO PELO DANIEL


Consiste do seguinte: buscar na pasta de fotos a sexta foto e publicar, depois explicar o significado dessa foto.

No meu caso a foto é essa: Sapatos de mulher. Essa foto foi tirada para ilustrar um poema, mas nunca foi utilizada para tal.

Proponho o desafio para a minha amiga Carmela: http://passeandopelaterra.blogspot.com/

Obrigada Daniel.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

VALE A PENA...

Valeu Daniel!

Ganhei este belo selinho de meu amigo Daniel. Ofereço ao meu amigo Ebrael.

http://memoriasdeebrael.blogspot.com

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

segunda-feira, 27 de julho de 2009

sábado, 25 de julho de 2009

sábado, 18 de julho de 2009

domingo, 12 de julho de 2009

quinta-feira, 9 de julho de 2009

CORRA E OLHE O CÉU

Vida te sinto mais bela
Te fico na espera
Me sinto tão só, mal
O tempo que passa
Em dor maior, bem maior
Vida no que se apresenta
O triste se ausenta
Fez-se a alegria
Corra e olhe o céu
Que o sol vem trazendo bom dia
Ah, corra e olhe o céu
Que o sol vem trazendo bom dia

Cartola / Dalmo Castello

sábado, 27 de junho de 2009

O SOL NASCERÁ

A sorrir
Eu pretendo levar a vida
Pois chorando
Eu vi a mocidade
Perdida

Fim da tempestade
O sol nascerá
Finda está saudade
Hei de ter outro
alguém para amar

A sorrir
Eu pretendo levar a vida
Pois chorando
Eu vi a mocidade
Perdida

Cartola e Elton Medeiros

quinta-feira, 25 de junho de 2009

ÁFRICA EM POESIA

LILI LARANJO

Amiga, obrigada pelo presente.

Beijos.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

O LEÃOZINHO / Caetano Veloso

Gosto muito de te ver, leãozinho
Caminhando sob o sol
Gosto muito de você, leãozinho


Para desentristecer, leãozinho
O meu coração tão só
Basta eu encontrar você no caminho

Um filhote de leão raio da manhã;
Arrastando meu olhar como um imã...
O meu coração é o sol, pai de toda cor;
Quando ele lhe doura a pele ao léu...

Gosto de te ver ao sol, leãozinho
De te ver entrar no mar
Tua pele, tua luz, tua juba

Gosto de ficar ao sol, leãozinho
De molhar minha juba
De estar perto de você e entrar numa

Valenita/Cultura, vídeos e textos

sábado, 13 de junho de 2009

OS ALQUIMISTAS ESTÃO CHEGANDO/Ben Jor


Os alquimistas estão chegando
Estão chegando os alquimistas
Eles são discretos e silenciosos
Moram bem longe dos homens
Escolhem com carinho a hora
E o tempo do seu precioso trabalho
São pacientes, assíduos e perseverantes
Executam, segundo as regras herméticas
Desde a trituração e a coagulação
Trazem cadinhos
Vasos de vidro, copos de louça
Todos bem, e iluminados
Evitam qualquer relação com pessoas
De temperamento sórdido
Os alquimistas estão chegando
Estão chegando os alquimistas

segunda-feira, 8 de junho de 2009

SAMURAI - Djavan


A...
Quanto querer
Cabe em meu coração
A...
Me faz sofrer
Faz que me mata
E se não mata,
fere
Vai...
Sem me dizer
Na casa da paixão... o
Sai...
Quando bem quer
Traz uma praga
E me afaga a pele
Crescei, luar
Pra iluminar as trevas
Fundas da paixão
Eu quis lutar
Contra o poder do amor
Cai nos pés do
vencedor
Para ser o serviçal
De um samurai....
Mas eu tô tão feliz
Dizem que o amor
atrai

terça-feira, 2 de junho de 2009

A LUA GIROU/ Milton Nascimento

A lua girou, girou
Traçou no céu um compasso

Eu bem queria fazer um travesseiro
dos seus braços

Travesseiro dos meus braços
Só não faz se não quiser

Sustenta a palavra de homem
Que eu sustento a de mulher
Sustenta a palavra de homem...

A lua girou, girou
Traçou no céu um compasso

Eu bem queria fazer um travesseiro
dos seus braços
Eu bem queria fazer...

quarta-feira, 27 de maio de 2009

O ÚLTIMO PÔR-DO-SOL / Lenine

A onda ainda quebra na praia,
Espumas se misturam com o vento.
No dia em que ocê foi embora,
Eu fiquei sentindo saudades do que não foi
Lembrando até do que não vivi
pensando em nós dois.

Eu lembro a concha em seu ouvido,
Trazendo o barulho do mar na areia.
No dia em que ocê foi embora,
Eu fiquei sozinho olhando o sol morrer
Por entre as ruínas de Santa Cruz lembrando nós dois.

Os edifícios abandonados,
As estradas sem ninguém,
Óleo queimado, as vigas na areia,
A lua nacsendo por entre os fios dos teus cabelos,
Por entre os dedos da minha mão passaram certezas e dúvidas

Pois no dia em que ocê foi embora,
Eu fiquei sozinho no mundo, sem ter ninguém
O último homem no dia em que o sol morreu

valenitaalves cultura vídeos e textos

segunda-feira, 18 de maio de 2009

AME / P. DA VIOLA E E. MEDEIROS


Ame
Seja como for
Sem medo de sofrer
Pintou desilusão
Não tenha medo não
O tempo poderá lhe dizer
Que tudo
Traz alguma dor
E o bem de revelar
Que tal felicidade
Sempre tão fugaz
A gente tem que conquistar
Por que se negar?
Com tanto querer?
Por que não se dar
Por quê?
Por que recusar
A luz em você?
Deixar pra depois
Chorar... pra quê?

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O MUNDO É UM MOINHO

Ainda é cedo amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora da partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar
Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
E em pouco tempo não serás mais o que és
Ouça-me bem amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó
Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavaste com teus pés

Cartola

sábado, 25 de abril de 2009

AS ROSAS NÃO FALAM / Cartola

Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão,
Enfim

Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim

Queixo me às rosas,
Mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti,
Ai

Devias vir
Para ver os meus olhos tristonhos
E quem sabe, sonhavas meus sonhos
Por fim

terça-feira, 14 de abril de 2009

FOLHAS SECAS/ N. Cavaquinho e G. de Brito


Quando eu piso em folhas secas
Caídas de uma mangueira
Penso na minha escola
E nos poetas da minha estação primeira
Não sei quantas vezes
Subi o morro cantando
Sempre o sol me queimando
E assim vou me acabando
Quando o tempo avisar
Que não posso mais cantar
Sei que vou sentir saudade
Ao lado do meu violão
Da minha mocidade

quarta-feira, 8 de abril de 2009

PEDRA E AREIA - Lenine/Lia de Itamaracá


É bonito se ver na bera da praia
a gandaia, das ondas que o barco balança
batendo na areia molhando os cocares
dos coqueiros como guerreiros na dança
Ohhh... quem não viu vá ver, a onda do mar crescer
Ohhh... quem não viu vá ver, a onda do mar crescer
Ohhh... quem não viu vá ver, a onda do mar crescer
Ohhh... quem não viu vá ver, a onda do mar crescer
Olha,
que brisa é essa?
Que atravessa a imensidão do mar
Rezo,
paguei promessa e fui a pé daqui até Dakar
Praia, pedra e areia, boto e sereia, os olhos de Iemanjá
Água! Mágoa do mundo, por um segundo achei que estava lá
Olha,
que luz é essa?
Que abre um caminho pelo chão do mar
Lua,
Onde começa e onde termina o tempo de sonhar?
Praia, pedra e areia, boto e sereia, os olhos de Iemanjá
Água! Mágoa do mundo, por um segundo achei que estava lá
Eu tava na bera da praia ouvindo as pancadas das ondas do mar
não vá... Ohh morena, morena lá que no mar tem areia

sábado, 4 de abril de 2009

NÃO SEI / CARTOLA

Eu não sei se corri
Ou se andei em passos lentos
Nem senti os ventos
Se foram bons ou maus
Não sei dizer
Tinha vontade de novo
Os mesmos caminhos percorrer

Partindo do ponto inicial
De onde a primeira vez parti
Talvez sentiria agora
Coisas de natureza
Que outrora não senti

sábado, 21 de março de 2009

TENTE OUTRA VEZ R. Seixas, P Coelho, M. Motta


Veja

Não diga que a canção está perdida

Tenha fé em Deus, tenha fé na vida


Beba

Pois a água viva ainda está na fonte

Você tem dois pés para cruzar a ponte

Nada acabou, não, não


Tente

Levante sua mão sedenta e recomece a andar

Não pense que a cabeça aguenta se você parar

Não, não, não


Queira

Basta ser sincero desejar profundo

Você será capaz de sacudir o mundo

Vai


Tente outra vez, tente

E não diga que a vitória está perdida

Se é de batalhas que se vive a vida


Tente outra vez


quarta-feira, 18 de março de 2009

PRA DIZER ADEUS / Titãs


Você apareceu do nada
E você mexeu demais comigo
Não quero ser só mais um amigo
Você nunca me viu sozinho
E você nunca me ouviu chorar
Não dá pra imaginar quando
É cedo, ou tarde demais,
Pra dizer adeus, pra dizer jamais
Às vezes eu fico assim, pensando,
Essa distância é tão ruim
Por que você não vem pra mim?
Eu já fiquei tão mal, sozinho
Eu já tentei, eu quis chamar
Não dá pra imaginar quando
É cedo, ou tarde demais,
Pra dizer adeus, pra dizer jamais

segunda-feira, 16 de março de 2009

FELICIDADE / Lupicinio Rodrigues

Felicidade foi embora
E a saudade no meu peito
ainda mora
E é por isso que eu gosto
lá de fora
Porque sei que a falsidade
não vigora

A minha casa fica lá de trás
do mundo
Onde eu vou em um segundo
Quando começo a cantar
O pensamento parece
uma
coisa à-toa
Mas como é que a gente voa
Quando começa pensar

Felicidade foi embora
E a saudade no meu peito
ainda mora
E é por isso que eu gosto
lá de fora
Porque sei que a falsidade
não vigora

quarta-feira, 11 de março de 2009

A FLOR DO QUERER / ED MOTTA


Se vai ficar sempre
Pra sempre ao meu lado
Serei feliz
Como eu fui ao sonhar
Você pra mim
Você pra mim sempre
Pra sempre ao meu lado
Um sonho bom
Que me fez acordar
E me revelou
O incerto alguém
A fine romance
Um céu champanhe
We take a chance
Eu e você
Amor, sorriso e a flor do querer