VARIAÇÕES

VARIAÇÕES

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

RECOMEÇAR


Recomeçar
Do que restou de uma paixão
Voltar de novo à mesma dor sem razão
Guardar no peito a mágoa sem reclamar
Acreditar no Sol da nova manhã
Dizer adeus e renunciar
Vestir a capa de cobrir solidão
Para poder chorar

Somente o tempo faz a gente lembrar
O sofrimento que não quis perdoar
E todo mal reprimido
Pode, afinal, nos deixar
A vida tem seu renascer de uma dor
Toda ferida um dia tem que fechar
E quem secou esse pranto
Pode novamente amar

Paulinho da Viola e Elton Medeiros