VARIAÇÕES

VARIAÇÕES

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

CERTAS CANÇÕES

Certas canções que ouço
Cabem tão dentro de mim
Que perguntar carece
Como não fui eu que fiz

Certa emoção me alcança
Corta minha alma sem dor
Certas canções me chegam
Como se fosse o amor

Contos da água e do fogo
Cacos de vidas no chão
Cartas do sonho do povo
O coração do cantor

Vida e mais vida ou ferida
Chuva, outono ou mar
Carvão e giz abrigo
Gesto molhado no olhar
Calor que invade, arde queima, encoraja
Amor que invade, arde, carece de cantar

Milton Nascimento

sábado, 24 de janeiro de 2009

POR ENQUANTO / Legião Urbana

Mudaram as estações e nada mudou
Mas, eu sei que alguma coisa aconteceu
Está tudo assim tão diferente

Se lembra quando a gente
Chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre
Sem saber
Que o pra sempre
Sempre acaba...

Mas nada vai conseguir mudar
O que ficou
Quando penso em alguém
Só penso em você
E aí então estamos bem

Mesmo com tantos motivos
Pra deixar tudo como está
E nem desistir, nem tentar
Agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

VALEU!


O BELO, DO BLOG ANGOLA BELA ME OFERECEU ESTE SELO.
VALEU BELO!
EU OFEREÇO O SELO PARA OS BLOGS:
VALEU!
BEIJOS.

7 Pecados Capitais

Recebi este "meme", da Ana e passo para os seguintes blogs:

http://vintagiselli.wordpress.com/

http://luxluxvariedades.blogspot.com/

http://romyzeta.blogspot.com/

http://duartehouse.blogspot.com/

http://cultural-mente.blogspot.com/

http://en-tusiasmo.blogspot.com/

http://angolabela.blogspot.com/

http://vidacorrente.blogspot.com/

Blogueiros: repassem para oito blogueiros essa proposta. ok.
Não esqueçam de avisá-los e publiquem suas respostas. ok

Minhas respostas são:

gula: nada de exageros; isso é ruim. :)

avareza: nem pensar!

inveja: nunca! e não acreditem em inveja boa, hehehehe!

ira: envenena, por isso deve ser evitada.

soberba: pra quê? somos tão frágeis!

luxúria: nós somos os comandantes de nós mesmo...dominio próprio: sempre.

preguiça: "o preguiçoso morre de fome". hehehehehehe! tô fora. sai preguiça.:)

Valeu!

Beijos.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

OCEANO - Djavan

Assim que o dia amanheceu
Lá no mar alto da paixão
Dava pra ver o tempo ruir
Cadê você
Que solidão
Esquecera de mim
Enfim de tudo que há na terra
Não há nada em lugar nenhum
Que vá crescer sem você chegar
Longe de ti tudo parou
Ninguém sabe o que eu sofri
Amar é um deserto e seus temores
Vida que vai na sela dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor
Vem me fazer feliz porque eu te amo
Você desagua em mim
E eu oceano
E esqueço que amar
É quase uma dor
Só sei viver se for por você

sábado, 17 de janeiro de 2009

TREM DAS ONZE

Não posso ficar nem mais um minuto com você
Sinto muito, amor mas não pode ser
Moro em Jaçanã,
Se eu perder esse trem
Que sai agora às onze horas
Só amanhã de manhã

E além disso mulher
Tem outra coisa,
Minha mãe não dorme
Enquanto eu não chegar
Sou filho único
Tenho minha casa pra olhar
Eu não posso ficar!

Adoniran Barbosa

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

BLOGS QUE AJUDAM A BLOGAR

Do blog do Belo,recebi as regras para dar seguimento ao projeto idealizado pelo Alberto do Mestre Bloguer.

As regras são:

1. Você deve apontar numa postagem em seu blog com o titulo "Blogs que ajudam a blogar" os blogs que mias o ajudaram na blogsfera (de 3 a 10) e, se possível, colocar uma pequena descrição (opcional).

2. Você deve indicar 5 ou mais blogs para participarem.

3. Você deve deixar uma referência para o blog que o indicou.


Os meus indicados são:

http://duartehouse.blogspot.com/

http://pautaqueopariu.blogspot.com/

http://cultural-mente.blogspot.com/

Beijos

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

RECOMEÇAR


Recomeçar
Do que restou de uma paixão
Voltar de novo à mesma dor sem razão
Guardar no peito a mágoa sem reclamar
Acreditar no Sol da nova manhã
Dizer adeus e renunciar
Vestir a capa de cobrir solidão
Para poder chorar

Somente o tempo faz a gente lembrar
O sofrimento que não quis perdoar
E todo mal reprimido
Pode, afinal, nos deixar
A vida tem seu renascer de uma dor
Toda ferida um dia tem que fechar
E quem secou esse pranto
Pode novamente amar

Paulinho da Viola e Elton Medeiros

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

ALGUÉM ME AVISOU / Dona Ivone Lara

Foram me chamar
Eu estou aqui, o que é que há
Eu vim de lá, eu vim de lá pequenininho
Mas eu vim de lá pequenininho
Alguém me avisou pra pisar nesse chão
devagarinho

Sempre fui obediente
Mas não pude resistir
Foi numa roda de samba
Que juntei-me aos bambas
Pra me distrair
Quando eu voltar na Bahia
Terei muito que contar
Ó padrinho não se zangue
Que eu nasci no samba
E não posso parar

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

A NOVIDADE / H. Viana e G. Gil

A novidade veio dar à praia
Na qualidade rara de sereia
Metade o busto de uma deusa Maia
Metade um grande rabo de baleia
A novidade era o máximo
Do paradoxo estendido na areia
Alguns a desejar seus beijos de deusa
Outros a desejar seu rabo pra ceia

Ó mundo tão desigual
Tudo é tão desigual
Ô ô ô ô
De um lado este carnaval
De outro a fome total
Ô ô ô ô

E a novidade que seria um sonho
O milagre risonho da sereia
Virava um pesadelo tão medonho
Ali naquela praia, ali na areia
A novidade era a guerra
Entre o feliz poeta e o esfomeado
Estraçalhando uma seria bonita
Despedaçando o sonho para cada lado

Ó mundo tão desigual
Tudo é tão desigual
Ô ô ô ô
De um lado este carnaval
De outro a fome total
A novidade era o máximo
Do paradoxo estendido na areia
Alguns a desejar seus beijos de deusa
Outros a desejar seu rabo pra ceia

Ó mundo tão desigual
Tudo é tão desigual
Ô ô ô ô
De um lado este carnaval
De outro a fome total
Ô ô ô ô

sábado, 3 de janeiro de 2009

ESTRADA DO SOL



É de manhã, vem o sol
Mas os pingos da chuva que ontem caiu
Ainda estão a brilhar
Ainda estão a dançar
Ao vento alegre que nos traz esta canção

Quero que você me dê à mão
Vamos sair por aí sem pensar
No que foi que sonhei
Que chorei, que sofri
Pois a nossa manhã
Já me fez esquecer
Me dê a mão vamos sair
Pra ver o sol

Dolores Duran e Tom Jobim