VARIAÇÕES

VARIAÇÕES

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

TUDO VALE A PENA


Crianças nas praças
Praças do morro
Morro de amores, Rio
Rio da leveza desse povo
Carregado de calor e de luta
Povo bamba
Cai no samba, dança o funk Tem suingue até no jeito de olhar
Tem balanço no trejeito, no andar
Andar de cima tem uma música tocando
Andar de trem tem gente em cima equilibrando
Andar no asfalto quentes carros vão passando
Andar de baixo
Tem uma moça no quintal cantarolando
Rio de baixadas com seus vales
Vale a pena
Sua pobreza é quase um mito Quando fito os teus contornos
Lá do alto de algum de seus mirantes
Que são tantos
Então

Tudo vale a pena
Sua alma não é pequena

Seus santos são fortes
Adoro o seu sorriso
Zona sul ou zona norte
Seu ritmo é preciso


Pedro Luís e Fernanda Abreu